Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

para ti minha querida

 

 

 

 

 

 

                                

                

Poderei um dia percorrer

Longos caminhos, longas distâncias,

Procurando algo para viver…

Poderei em certas circunstâncias

Dar o braço a torcer…

Poderei com certas ausências

Até vir a sofrer…

Mas de uma coisa tenho quase a certeza.

Jamais alguém como tu irei encontrar

Alguém que me traz calma

E me apara a lágrima que cai pelo meu rosto…

Alguém desconhecido, por um lado

Conhecido por outro…

Alguém que houve quando estou magoado

Que me anima mesmo estando

Do outro lado.

Alguém que sem querer foi entrando

No meu peito e na minha vida sem saber;

E se tornou uma grande amiga, companheira

Que me ouve a noite inteira…

Alguém de quem eu sinto muita falta

Alguém diferente, especial.

Alguém que me apoia e não me critica

Alguém que em vez disso me dá conselhos

E me diz “boaaaaa”…

Escrevo, desabafo para mostrar ao mundo

O quanto és importante para mim.

Muitas vezes sem saber que fazer

Penso o que me irias dizer

Torna-se tudo mais fácil.

E sei que o que fizer a seguir farei bem.

Torna-se difícil compreender

Tais sentimentos sentidos por nós;

Talvez estes sejam sentimentos…

Que devemos preservar…

Por ser simples e verdadeiros…

Aconteça o que acontecer

Estejamos longe ou perto ou do outro

Sabemos que ambos pensamos

No mesmo: a felicidade…

Talvez um dia os momentos

Vividos a sós não sejam momentos

Para recordar quando estivermos

Um ao lado do outro.

Um grande dia para ti

Beijos ADORO-TE…

 

sinto-me:
música: I'm crazy
tags:
publicado por bafito às 00:18
link do post | comentar | favorito
Sábado, 21 de Junho de 2008

Portugal país podre

    Hoje peguei no jornal, como faço todos os dias, e… sinceramente fiquei chocado com tanta violência.

    Li a seguinte noticia: um senhor com 58anos foi barbaramente agredido por um grupo de sete senhores sem escrúpulos, ao tentar roubar-lhe a carrinha. Dos sete um foi capturado, presente ao juiz, que o mandou para casa. Medida de coação imposta: apresentação ás forças de segurança de 15 em 15 dias.

    Até aqui por muito que custe compreende-se. O que não se compreende é o senhor mesmo estando em liberdade condicional, sangue nas sapatilhas e confessar o crime vem em liberdade pronto para novos assaltos.

    Este país vais de mal a pior; vendo bem as coisas como é que os polícias podem ter vontade de trabalhar quando casos destes se passam como se passam e têm o desfeixo que têm?

    Todos reclama-mos que os polícias pouco fazem para a segurança pública, e o governo?, os tribunais?, fazem alguma coisa? Nada absolutamente nada.

    Enfim é o podre país que temos…

 

sinto-me: apreenssivo
tags:
publicado por bafito às 17:34
link do post | comentar | favorito

.Sobre mim

.Maio 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Poesias recentes

. Para ser feliz

. ...

. Voltei....

. Para ti minha...

. DISTANCIA QUE AFASTA

. vagando pela estrada da v...

. te procuro

. escrevi e tornei a escrev...

. muito cansado

. para ti minha querida

.Poesias arquivadas

. Maio 2013

. Outubro 2011

. Abril 2010

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds